Ads Top

HTC Ultimate (Titan) – Análise

HTC Ultimate

Venho aqui dar umas pequenas opniões sobre minha experiência com o HTC Ultimate! Como qualquer apaixonado por tecnologia, estou igual mosca em cima de bosta, tentando desvendar todos os mistérios do aparelho.

Achei o HTC Ultimate um aparelho muito bem reforçado, muito bonito com um design simples e limpo que o tornam elegante. Ao primeiro momento, o aparelho acaba se parecendo mais com um tablet, mas devido a sua fina espessura, no meu bolso ficou mais confortável que meu N8 (agora da minha namorada). A única coisa que da medo, é de derruba-lo no chão por causa do seu tamanho, as vezes parece que sua mão não irá dar contar de agarrá-lo por completo ao tirar do bolso por exemplo.

Já tive dois HTC's ao longo da minha vida, e uma coisa que a marca sempre pecou, foi na câmera. Por exemplo, quando eu tive meu HTC Hero com 5mp, ainda assim a câmera não chegava perto das concorrentes. O problema maior era na hora de bater uma foto rápida, o aparelho demorava um pouco para focar e tirar a foto, muitas vezes a foto saia muito tremida.

Mas neste HTC, a câmera ficou impecável (8mp com dois flash led), possibilitando ao usuário bater fotos até mesmo com pouca luz no ambiente. Eu tinha certeza que iria sentir muita falta do meu N8, mas a câmera do Ultimate é tão boa que a falta do N8 não foi tão grande assim como eu imaginava (mas é claro que a do N8 ainda é superior).

Outro ponto forte é a qualidade sonora do monstrinho. Quem vê aqueles pequenos furinhos na parte traseira do aparelho, não da nada para o som, mas na hora que o celular toca, ou na hora de ouvir uma música, o som é bastante aceitável, ainda mais quando ligado um fone de ouvido. O som grave ecoa pelos ouvidos, o que me fez pensar na primeira vez que ouvi… “PUTA MERDA, QUE TESÃO!”.

A tela do HTC Ultimate é impecável. Li muito a respeito do produto antes de comprar, e me deparei com informações como: "A tela do aparelho devia ter uma resolução maior. As letras ficam meio embaçadas". Como nunca tiro minhas conclusões pela dos outros, decidi comprar e tirar as minhas. O que posso dizer é... Tudo mentira. Achei a tela perfeita, nada de letra embaçada. O brilho e as cores que saem dessa tela é tão impressionante quanto a tela do iPhone 4 (desculpem a comparação), talvez até mais por conta do seu tamanho.

A bateria do bichano durou sem problema algum durante o dia inteiro, e lembre-se que é minha primeira semana com ele, ou seja… mosca em bosca. Usando ele normalmente, chega ao final do dia com 35% da carga restante. Algo consideravelmente bom para um “celular tablet”. Há também a opção de economia de energia, que desliga algumas funções não necessárias para o aparelho funcionar, assim economizando energia.

O processador de 1,5ghz + 512 de ram não deixam o HTC Ultimate engasgar em nenhum momento. Tudo acaba fluindo perfeitamente, fazendo até mesmo em certos momentos, parecer que você nem tocou em determinados ícones e o app abriu sozinho, ou abriu antes de você encostar nele.

Há apenas duas coisas que não gostei no Ultimate, e uma delas deve ser WP em geral, que é o sistema bluetooth, que acaba se equiparando ao do iPhone. Bloqueado! Agora meu fone bluetooth Nokia BH 505 tournou-se obsoleto.

A outra coisa é mais leve. Como podem perceber, há três botões touch padrões na parte inferior do aparelho, Voltar / Janela do Windows / Procurar. Constantemente acabo esbarrando nos botões VOLTAR e PROCURAR, por causa das suas localizações, mas isso é algo que com o tempo agente se acostuma, e para de esbarrar nos botões.

Fotos

2 comentários:

  1. Muito boa a análise, o aparelho é sem dúvida o melhor atualmente se colcoando como o melhor representante do Windows Phone 7, ganhador do prémio de melhor sistema móvel do ano.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário. Concordo com você, melhor smartphone do mundo, graças ao capricho da HTC aliado ao SO da Microsoft.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.