Ads Top

Apelo para jogos respeitarem leis de guerra


A Cruz Vermelha está pedindo para que jogos tenham consequências reais. Por exemplo, para que cada partida de Battlefield respeite as leis da Convenção de Genebra.

“A Cruz Vermelha está sugerindo que, assim como na vida real, esses jogos deveriam incluir consequências virtuais reais para as ações e decisões dos jogadores”, diz o comunicado oficial. “Jogadores deveriam respeitar as leis dos conflitos armados, incluindo penalidades virtuais para caso ocorram violações dessas leis, ou caso aconteçam crimes de guerra.”

O pedido da Cruz Vermelha vai muito além da discussão feijão-com-arroz sobre influência psicológica que os games violentos têm em crianças e adolescentes. Para a instituição, a grande questão é que, ao mesmo tempo em que jovens estão aprendendo a matar inimigos com armas realistas, eles também deveriam aprender sobre os dilemas e conflitos de um soldado de verdade em uma guerra de verdade.

Em partes até concordo com isso, porém seguir à risca estas leis que nem mesmo países membros do conselho de Segurança da ONU seguem, poderia comprometer seriamente toda a história e diversão que podemos ter hoje em dia fora da realidade.

Enquanto muitos discutem que jogos estão influenciando muitas cabeças, a Cruz Vermelha simplesmente quer que os jogos fiquem ainda mais realistas.

E você, o que acha disso?

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.